Archive for the ‘Dicas’ Category

Novas dicas de sites

novembro 4, 2010

GEOCARTO: conceitos essenciais de Geografia e Cartografia em formato de ficha, ilustradas com mapas e imagens.

GEOINFORMAÇÃO OnLine: espaço colaborativo para divulgação de noticias, artigos e documentos. Possui uma interessante galeria de mapas temáticos. Site português.

Cartografia IGE: atividades sobre fundamentos da cartografia disponibilizadas pelo Instituto de Geocências da Unicamp.

GEOPOLÍTICA: espaço onde se podem trocar informações com colegas, alunos e todos que se interessarem pelos assuntos ligados à Geografia, História e outras ciências.

Anúncios

Cartilha sobre Bullying

outubro 26, 2010

“…os mais fortes utilizam os mais frágeis como meros objetos de diversão, prazer e poder, com o intuito de maltratar, intimidar, humilhar e amedrontar suas vítimas.”

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lançou em Brasília,  no último dia 20 (quarta-feira), uma Cartilha com dicas para o combate ao bullying. O fenômeno começa em casa, mas a escola é apontada como corresponsável nos casos de violência.

O texto é de autoria da psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva.

Clique na imagem abaixo para fazer download da cartilha.




Inversão Térmica

outubro 5, 2010

Segundo o site Brasil Escola, a Inversão Térmica é:

Um fenômeno natural meteorológico que ocorre mais facilmente no final da madrugada e no início da manhã e principalmente nos meses de inverno. Manifesta-se quando o ar quente retido nas altitudes impede a elevação do ar frio que por ser mais denso e pesado encontra dificuldades ainda maiores para subir. Esse processo ainda faz com que os poluentes lançados na atmosfera permaneçam retidos nela juntamente com o ar frio.

Fig. 1 – Nos primeiros 10 quilometros da atmosfera, normalmente, o ar vai se resfriando à medida que nos distanciamos da superfície da terra. Assim o ar mais próximo à superfície, que é mais quente, portanto mais leve, pode ascender, favorecendo a dispersão dos poluentes emitidos pelas fonte.

Fig. 2 – A inversão térmica é uma condição meteorológica que ocorre quando uma camada de ar quente se sebropõe a uma camada de ar frio, impedindo o movimento ascendente do ar, uma vez que, o ar abaixo dessa camada fica mais frio, portanto, mais pesado, fazendo com os poluentes se mantenham próximos da superfície.

A galera da Mad Science produziu um vídeo onde ensinam a experiência da Inversão Térmica, com garrafas de água quente e fria, corantes e cartas de baralho!

Clique na imagem abaixo, veja o vídeo e faça a experiência na sua sala de aula!!!!

Coleção Explorando o Ensino

setembro 20, 2010

Com o objetivo de apoiar o trabalho dos professores em sala de aula, o Ministério da Educação, por meio da Secretaria de Educação Básica, enviou a todas as escolas de ensino fundamental e médio os primeiros  volumes da Coleção Explorando o Ensino. A proposta da coleção é oferecer aos educadores um material científico-pedagógico que permita aprofundar os conteúdos das áreas de conhecimento e disciplinas destas etapas da educação básica. As obras deverão ser incorporadas ao acervo bibliográfico da escola.

O MEC dispõe do mesmo material em PDF no seu site. Clique aqui!

Um excelente material de apoio na confecção de atividades e avaliações. Desta coleção podem ser retiradas imagens, textos e mapas.

Geografia: Introdução | Partes 1 e 2 | Partes 3 e 4 | Partes 5 e 6 | Partes 7 e 8 | Parte 9

Eleições 2010: vídeos sobre cargos e funções

setembro 9, 2010

A cada quatro anos, o Brasil escolhe o presidente da república, os governadores, os senadores, os deputados federais e os deputados estaduais/distritais.

Professor, que tal aproveitar a campanha publicitária do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para explicar aos seus alunos as funções de cada cargo político?

Temas correlatos: conceito de território, divisão política do Brasil.

Vídeo 1: O papel do presidente da república

Vídeo 2: o papel do governador

Vídeo 3: o papel do senador

Vídeo 4: o papel dos deputados

Catálogo de PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS

agosto 18, 2010

O CSISSCenter for Spatially Integrated Social Science – da Universidade de Santa Bárbara (Califórnia, EUA) oferece, em seu site, um enorme catálogo de Projeções Cartográficas.

O objetivo desse grande catálogo on-line é apresentar uma vasta coleção histórica de projeções de mapas já publicadas. Atualmente, existem 324 Projeções Cartográficas em alta qualidade publicadas no site. Todos os arquivos estão em formato PDF, em preto e branco e podem ser impressos diretamente pelo navegador. Os arquivos ‘vetorizados’ podem ser importados em versões mais recentes do Corel Draw ou Adobe Illustrator para ser manipulado livremente.

Adobe Reader (português) 9.2
get_adobe_reader

Este projeto foi idealizado pelo Dr. Paul S. Anderson (Departamento de Geografia da Universidade do Estado de Illinois – EUA) para fornecer projeções cartográficas à Mapoteca da universidade ou para ser baixado e utilizado em sala de aula.

ACESSE O CATÁLOGO DE PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS PELO LINK: http://www.csiss.org/map-projections/

Veja alguns exemplos:

CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIA-LAS

DICA IMPORTANTE

Professor, que tal elaborar uma aula articulada, juntamente com os professores de Matemática e História?

Geografia: conceito e classificação das Projeções Cartográficas, meridianos e paralelos, aplicabilidade das projeções.

História: o eurocentrismo presente em algumas projeções, a história das projeções cartográficas no contexto das Grandes Navegações.

Matemática: ângulo e formas geométricas.

Cadernos de Apoio Pedagógico – SME/RJ

agosto 17, 2010

A Secretaria Municipal de Educação da cidade do Rio de Janeiro disponibilza, em seu site, o 1º volume de Cadernos de Apoio Pedagógico de Geografia para o professor e para o aluno. Esse material encontra-se em formato PDF e pode ser livremente copiado.

Os cadernos do professor trazem os objetivos, os conteúdos, as habilidades e várias sugestões de práticas pedagógicas.

Os cadernos do aluno contém atividades hipervariadas com mini-textos, figuras, mapas, charges, fotografias, gráficos, caça-palavras, poesias, músicas e atividades de recorte e colorido.

Segue abaixo a lista de cadernos de Geografia:

1º ao 5º Ano
Caderno do aluno
Caderno do professor

6º Ano
Caderno do aluno
Caderno do professor

7º Ano
Caderno do aluno
Caderno do professor

8º Ano
Caderno do aluno
Caderno do professor

9º Ano
Caderno do aluno
Caderno do professor

Censo 2010 – Projeto “Vamos Contar”

agosto 9, 2010

Em 2010, o IBGE realizará o XII Censo Demográfico, que se constituirá no grande retrato em extensão e profundidade da população brasileira e das suas características sócio-econômicas. E é indispensável a realização de um trabalho pedagógico desse assunto em sala de aula, principalmente pelo professor de Geografia. Se você deseja obter informações e recursos didáticos (mapas, vídeos e guias) sobre o tema, conheça o Projeto Vamos Contar, realizado pelo IBGE (Ministério do Planejamento) com a colaboração do Ministério da Educação.

Informações sobre o projeto “Vamos Contar”:

Como parte dos trabalhos do Censo 2010, o projeto Vamos Contar! se destina às escolas de Ensino Fundamental e Médio da rede pública e particular de todo o Brasil. Elaborado pelo IBGE, com a indispensável colaboração do Ministério da Educação, busca divulgar a importância das informações obtidas pelo Censo como instrumentos para o exercício da cidadania, por meio da distribuição de materiais didáticos, mapas e peças de divulgação.

O projeto contém propostas didáticas e orientações que envolvem conteúdos conceituais, procedimentais e atitudinais, em harmonia com os Parâmetros Curriculares Nacionais para os professores trabalharem com mapas, com informações estatísticas, geográficas e cartográficas e assim seus alunos possam melhor compreender as realidades brasileiras, bem como as diversas utilidades dos resultados do Censo para o país. Todo o material foi elaborado para que as atividades possam ser aplicadas de acordo com as necessidades do professor e com o seu planejamento pedagógico.

Conheça os MATERIAIS que fazem parte do projeto e seus OBJETIVOS. Participe. O IBGE conta com as escolas para a mobilização da população para o Censo 2010.

Dicas de Sites

julho 15, 2010

O Canal do Educador do site “Brasil Escola” oferece vários planos de aulas em forma de artigo. Os artigos apresentam textos de apoio, imagens, objetivos da aula e metodologias utilizadas. São 144 artigos de assuntos variados.

CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO PARA ACESSAR O SITE

O blog “Oficina de Educação” da educadora Gládis Leal dos Santos apresenta sites, infográficos e dicas interessantes para professores de Geografia.

CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO PARA ACESSAR O SITE

Exercícios de FUSOS HORÁRIOS

abril 20, 2010

REGRAS PARA RESOLVER EXERCÍCIOS DE FUSOS HORÁRIOS


Leia o enunciado da questão e identifique a cidade-origem (aquela que o exercício já apresenta a hora local) e a cidade-destino (aquela que o enunciado deseja que você descubra a hora certa).

Veja o exemplo:

(UFJF) Em função dos fusos horários observados no território brasileiro, quando, na cidade de Recife (GMT: –3), forem 6h, quantas horas serão na cidade de Porto Velho (GMT: –4), não considerando o horário de verão?

cidade-origem: Recife-PE

cidade-destino: Porto Velho-RO



Em seguida, descubra a diferença de fusos entre essas duas localidades, aplicando a seguinte regra:

GMT + com GMT + ==> SUBTRAIA (menos)

GMT com GMT ==> SUBTRAIA (menos)

GMT + com GMT ==> SOME (mais)

No exercício citado acima, temos:

GMT – com GMT –, portanto, subtraia:

4 – 3 = 1

A diferença entre Recife e Porto Velho é de apenas 1 fuso horário.



Depois de calculada a diferença de fusos, deve-se descobrir se o(s) fuso(s) horário(s) são adiantados ou atrasados em relação a cidade-origem.

Em direção ao leste ==> fusos adiantados (soma)

Em direção ao oeste ==> fusos atrasados (subtração)

W (oeste) ________________ (leste) E

– atrasados _________ adiantados +

No exercício citado acima, temos um deslocamento em direção ao oeste, portanto devemos subtrair 1 fuso horário à hora local da cidade-origem.

W (oeste) … – 8, – 7, – 6, – 5, – 4, – 3, – 2, – 1, 0, + 1, + 2… E (leste)



No fim, deve-se somar ou subtrair o(s) fuso(s) à hora da cidade-origem, apresentada na questão.

6h (hora do Recife) – 1 (fuso horário) = 5h (hora de Porto Velho)



Exercício resolvido

O jogo “Brasil x Austrália” da Copa do Mundo da Alemanha será exibido aqui no Brasil (horário de Brasília: GMT: – 3) no dia 18 de junho às 13 horas. A que horas os jogadores entrarão em campo no horário alemão (GMT: + 1)?

localidade-origem: Brasil (GMT: – 3)

localidade-destino: Alemanha (GMT: + 1)

GMT – com GMT +, portanto, soma-se: 3 + 1= 4

Deslocamento em direção ao leste, portanto, soma-se:

W (oeste) … – 5, – 4, – 3, – 2, – 1, 0, + 1, + 2… E (leste)

13h (horário do Brasil) + 4h (fusos horários) =

17h (horário da Alemanha)



QUESTÕES ENVOLVENDO GRAUS

Simples: basta transformar os graus em GMT.

Para isso divida-o por 15º e se for W (oeste), o GMT será negativo (–), se for E (leste), o GMT será positivo (+).



Exercícios resolvidos

(FUVEST) A cidade de São Paulo está situada no fuso horário 45 graus oeste. Quando em São Paulo forem 13 horas, que horas serão numa cidade localizada no fuso 75 graus Leste?

Transformando graus em GMT:

São Paulo: 45ºW ÷ 15º = GMT –3

Outra cidade: 75ºE ÷ 15°= GMT +5

cidade-origem: São Paulo (GMT: –3)

cidade-destino: outra cidade (GMT: + 5)

GMT – com GMT +, portanto, soma-se: 3 + 5= 8

Deslocamento em direção ao leste, portanto, soma-se:

W (oeste) … – 4, – 3, – 2, – 1, 0, +1, …, +4, +5, +6… E (leste)

13h (horário de São Paulo) + 8h (fusos horários) =

21h (horário da outra cidade)


(UEG 2005) Um avião decolou do aeroporto da cidade A (45°W) às 7 horas com destino à cidade B (120°W). O vôo tem duração de oito horas. Que horas serão na cidade B quando o avião pousar?

Transformando graus em GMT:

Cidade A: 45ºW ÷ 15º = GMT –3

Cidade B: 120ºW ÷ 15°= GMT –8

cidade-origem: A (GMT: –3)

cidade-destino: B (GMT: –8)

GMT – com GMT –, portanto, subtrai-se: 8 – 3 = 5

Deslocamento em direção ao oeste, portanto, subtrai-se:

W (oeste) … – 9, – 8, – 7, …, – 4, – 3, – 2, – 1, 0, +1, + 2,… E (leste)

7h (horário da cidade A) – 5h (fusos horários) + 8h (duração do vôo) =

10h (horário da cidade B quando o avião aterrissar)

Regras criadas pelo profº Marco Abreu dos Santos